Medicamento genérico contra hepatite C economiza R$ 1 bilhão ao país | TCLED

Notícias

Medicamento genérico contra hepatite C economiza R$ 1 bilhão ao país

Publicado: 13/08/2018

De acordo com a ONG internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF), a utilização de medicamento genérico para o tratamento da hepatite C no Brasil geraria uma economia de cerca de R$ 1bilhão ao país. Com capacidade para produzir o genérico do sofosbuvir e tendo análise e registro na Anvisa, o Brasil aguarda somente a conclusão do pedido de patente junto ao Inpi.


Em 2013, quando o sofosbuvir foi lançado, o custo do tratamento era US$147 mil. Hoje, o MSF assegura realizar tratamentos contra a hepatite C com genéricos ao custo de US$ 120mil, o que explica a economia de R$ 1 bilhão, considerando o planejamento do Ministério da Saúde de oferecer o tratamento para 50 mil

pessoas através do sistema público de saúde.


Atuando em 11 países e com atendimento a mais de 6 mil pessoas infectadas pelo vírus da hepatite C desde 2015, o MSF afirma que a o percentual de cura foi de cerca de 95% entre os pacientes que concluíram o tratamento com genéricos do sofosbuvir e do declatasvir, também indicado para combater a doença.

.

Em julho deste ano, o MSF, por meio de carta pública enviada ao Inpi, ressaltou a importância do uso de genéricos para o tratamento da hepatite C e pediu celeridade e rigor na análise do pedido de patente que emperra a decisão que pode beneficiar a vida de centenas de milhares de pessoas que sofrem com a doença. Em nota, o Inpi disse que o pedido encontra-se em processo de exame e que não pode se manifestar nessas condições.


Segundo o MSF, os países que apresentam os melhores resultados no tratamento da hepatite C são justamente aqueles nos quais há genéricos disponíveis, como Egito, Índia e Bangladesh. Ainda de acordo com a entidade, somente com a entrada dos genéricos, para garantir competitividade e baixo custos, o Brasil conseguirá cumprir as metas internacionais assumidas junto à OMS e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O Ministério da Saúde informa que R$ 2,02 bilhões foram investidos na compra de medicamentos para o tratamento da hepatite C desde 2015. 



Fonte: https://panoramafarmaceutico.com.br/2018/08/10/brasil-pode-economizar-r-1-bilhao-com-generico-contra-hepatite-c/?utm_source=Panorama+Farmac%C3%AAutico&utm_campaign=38376ce684-EMAIL_CAMPAIGN_2018_08_10_01_23&utm_medium=email&utm_term=0_212b740fd2-38376ce684-67985147

09/08/2018